EVANGELIZAÇÃO NOS HOSPITAIS - MISSÃO PARA QUEM QUER SER ATALAIA DO SENHOR.

O trabalho de evangelização nos hospitais, mais particularmente na Fundação Hospitalar de Rio Branco-Acre é resultado de uma visão de Deus quando estive hospitalizado, onde através de um sonho um homem vestido todo de branco disse-me: "Se queres viver vai cuidar dos meus doentes". Reparti esse sonho e gradativamente o Senhor tocou no coração de algumas pessoas que têm uma vida voltada para o Senhor que se dispuseram a formar uma Equipe de Evangelização. Atualmente integram também a equipe: Bernadete, Jozi e Socorro (Missão Batista para os Povos) e Raimunda (Assembléia de Deus). Eu atualmente sou membro da Igreja Metodista Wesleyana Jardim Brasil de Rio Branco-Acre.


O nosso trabalho consiste primeiro na participação das atividades regulares da igreja e ainda reuniões específicas do ministério para oração e estudos direcionados à cura divina, libertação e salvação tendo como foco os doentes e acompanhantes, enfermeiros(as) que serão visitados nos hospitais.

No hospital, antes de nossa entrada, oramos agradecendo ao Senhor por termos sido chamados para fazer a sua obra nos hospitais e para que ele esteja na direção de todo o trabalho e ainda que nos dê toda a proteção, discernimento, unção, autoridade e poder para fazermos tão importante trabalho. Visitamos os doentes internados em qualquer enfermaria, todavia o chamado de Deus nos direcionou para as enfermarias de tratamento do câncer e enfermaria de infectologia onde são tratadas doenças muito graves como: aids, meningite, hepatite, cirrose hepática, tuberculose entre outras.

Além de levar a palavra de Deus para conhecimento da verdade que liberta, a equipe tem como alvo principal colocar em prática o ministério tríplice de Jesus, ensinando sobre as escrituras, pregando o evangelho do Reino, curando os enfermos e expulsando demônios, tendo como alvo principal a salvação, considerando que, através desta vem a libertação e a cura em NOME DE JESUS.

Dentro desse trabalho a equipe tem procurado ajudar pacientes dos municípios que tem apresentado dificuldades, fornecendo roupas, material de limpeza e de higiene pessoal quando é necessário.

Alguns dos doentes que recebem nossa visita no hospital têm convidado a equipe para fazer orações e levar a Palavra em suas casas e a equipe tem realizado tais reuniões.

Para participar desse ministério requer uma disposição grande de priorizar a obra de Deus em detrimento de qualquer outra atividade em sua vida, devendo ter consciência de que em Mateus 6:33 diz: Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas as demais coisas vos serão acrescentadas.

Somos Atalaias do Senhor e não queremos responder pelo sangue de nenhuma pessoa por não termos tocado a trombeta (Palavra) ao vir a espada do inimigo (Ezequiel 33). Por isso, a necessidade de não faltar ao chamado do Senhor por qualquer motivo, que não se justifique.

Inicialmente os que se dispuserem a fazer a obra nesse ministério deverão participar das atividades da igreja, além da reunião específica da equipe na qual realizamos estudos sobre cura, libertação e salvação e princípios de evangelização que é realizada todo sábado às 19 horas na residência do líder ou de qualquer integrante da equipe em forma de revezamento. Somente após participar de pelo menos um mês das reuniões é que o(a) novo(a) integrante estará liberado(a) para iniciar as visitas ao hospital. Este período inclui estudos de capacitação sobre os temas básicos necessários à visita aos hospitais, tais como: capelania, cura, libertação e salvação.

Finalmente consideramos esse trabalho um gesto de amor ao próximo, que tem se constituído em prioridade em nossas vidas e que se torna gratificante quando contemplamos as curas que Jesus tem operado naquele lugar, o sorriso e a restauração da fé e da esperança demonstrada pelo sorriso e alegria revelada em cada face dos doentes, muitas vezes sofridos, quando deixamos àquelas enfermarias.


Somos gratos e agradecemos ao Senhor por ter-nos dado essa oportunidade de fazer a sua obra e não nos deixar desanimar jamais. Já completamos 11 (onze) anos fazendo este trabalho ordenado pelo Senhor. Toda a honra, todo o poder, todo o louvor e toda a glória é para o Senhor JESUS.




José Ribamar Silva.

Líder da Equipe.

domingo, 12 de março de 2017

BENEFÍCIOS DAQUELES QUE ESPERAM CONFIADAMENTE NO SENHOR

Introdução:

1. Há certas coisas que pelas quais vale a pena esperar. Já existe um dito popular de que "o apressado come cru", cuja moral é a seguinte: Aquele que não sabe esperar pode atrair para si situações de desconforto, ou cai nas armadilhas do diabo. Um texto da Palavra de Deus que pode lançar luz sobre este princípio é Pv 21.5: "Os planos do diligente(esforçado) tendem à abundância, mas a pressa excessiva, à pobreza".

2. O apressado, em virtude de sua impaciência pode tomar decisões erradas que certamente comprometerão sua vida futura. Notem as palavras iniciais do Salmos 40: "Esperei com paciência no Senhor...". A espera aqui não é no homem, mas no Senhor, pois o homem pode falhar conosco, ao passo que Deus sempre nos honrará, e no tempo certo fará com que sejamos elevados na sua presença.

3. Porém quando aprendemos a esperar no Senhor seremos galardoados/premiados com as melhores coisas, pois Deus quer o melhor para nós. Observando atentamente o texto lido podemos ver quais são   "Os benefícios que temos quando esperamos confiantemente no Senhor".

I. NOSSAS ORAÇÕES SINCERAS SERÃO OUVIDAS.
1. "...Ele se inclinou para mim e ouviu quando clamei por socorro – Salmos 40:1". Notem que há três palavras importantes nesta expressão:
a. A palavra "inclinar-se". Esta palavra vem do termo hebraico "hjn" – natah e tem como significado "inclinar-se", "dobrar-se", "curvar-se para baixo". Isto mostra que Deus está como que fazendo um esforço para ouvir nossas orações.

b. A palavra "ouvir", que vem da palavra hebraico "emv" – shama, que traz o significado de "entender", "perceber", "ouvir com atenção", "conceder pedido".

c. Clamar é mais profundo do que simplesmente orar. Quando clamamos ao Senhor envolvemos todo o nosso ser, corpo, alma e espírito. O clamor leva-nos a se derramar na presença do Senhor, não por dor, mas por satisfação de estar na sua presença.

d. Orações feitas sem sinceridade (em pecado) e sem fé não serão ouvidas pelo Senhor - Is 59:1-2.

2. O SIGNIFICADO DESTAS PALAVRAS MOSTRA-NOS CLARAMENTE QUE DEUS NÃO APENAS ESTÁ ATENTO ÀS NOSSAS ORAÇÕES, MAS TAMBÉM RESPONDE CADA UMA DELAS.
 Por toda a Palavra de Deus temos respaldo para crer que quando oramos a Deus em sinceridade, não estamos jogando palavras ao ar, mas estamos estabelecendo um elo de ligação entre Ele e nós. Vamos ver alguns textos que nos garantem a verdade de que Deus nos ouve:
a. Salmo 34:4, "Busquei o SENHOR, e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores". A palavra buscar vem do hebraico "vrd" – darash – "procurar", "requerer", "consultar". O salmista afirma em sua oração que procurou ao Senhor e foi por Ele acolhido, livrando-o de todos os seus temores.

b. Lamentações 3.55-57, "55 Da mais profunda cova, SENHOR, invoquei/chamei o teu nome. 56 Ouviste a minha voz; não escondas o ouvido aos meus lamentos, ao meu clamor. 57 De mim te aproximaste no dia em que te invoquei; disseste: Não temas". Notem que a situação do profeta era grave. Seu clamor se fez ouvir por Deus da "mais profunda cova". Note como Deus respondeu através de expressões no próprio texto: "ouviste a minha voz", "de mim te aproximaste" (no dia da invocação), "disseste: Não temas".

3. PORÉM NOSSAS ORAÇÕES DEVEM EXPRESSAR NOSSO ANSEIO PELO SENHOR:
a. Salmo 130:6, "A minha alma anseia pelo Senhor mais do que os guardas pelo romper da manhã".

b. 1 Cr 22.19, "Disponde, pois, agora o coração e a alma para buscardes ao SENHOR, vosso Deus...". Temos aqui um conselho do velho rei Davi a seu jovem filho Salomão, sucessor no reinado. Certamente que em nossa busca ao Senhor devem estar envolvidos "coração e alma", todos os nossos sentimentos. E desta maneira encontraremos ao Senhor. "Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração", Jr 29.13.

4. TENHAMOS A CONFIANÇA DE QUE PODEMOS MANTER UMA COMUNHÃO PERFEITA COM DEUS ATRAVÉS DE NOSSAS ORAÇÕES, "Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna", Hb 4:16.

II. ELE NOS LIVRA DAS SITUAÇÕES DESCONFORTANTES E NOS COLOCA EM LUGAR DE DESTAQUE
1. "Tirou-me de um poço de perdição, de um tremedal de lama; colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos". Algumas expressões precisamos destacar:
a. A expressão "poço de perdição", tem como significado "uma cova", "um calabouço", "uma cisterna", com aspecto horrível, de onde não se pode sair sem ajuda externa. Poderia equivaler a um "poço de areia movediça", ou ainda "uma cisterna usada para prisão", como aquela em que foi lançado o profeta Jeremias,
Muitas vezes o filho de Deus está atolado até o pescoço e carece de uma intervenção sobrenatural do Criador

b. A expressão "tremedal de lama", que tem como significado "um lugar cheio de lama", "um pântano", "um lugar sujo". O verdadeiro cristão não pode viver na sujeira deste mundo.

c. A expressão "colocou os meus pés sobre uma rocha", alude a um contraste: Aquele que estava lutando para escapar de uma cisterna lamacenta ou de um pântano barrento, é livrado por Deus e seus pés agora são colocados sobre uma rocha firme.

d. A expressão "firmou os meus passos", nos dá a idéia de que sem o Senhor nossos passos são vacilantes, nossas pisadas não são firmes, porém ao sermos tocados por Ele, nosso andar é corrigido, e nossa forma vacilante de caminhar adquire cadência e firmeza gerenciadas pelo Senhor.

2. Percorramos a Bíblia para procurar situações de desconforto, das quais podemos ser libertos pelo Senhor:
a. Salmos 18.18-19, "18 Assaltaram-me no dia da minha calamidade, mas o SENHOR me serviu de amparo. 19 Trouxe-me para um lugar espaçoso; livrou-me, porque ele se agradou de mim". Quando estamos vivendo um relacionamento com Deus sadio,  alcançamos socorro em momentos difíceis e nossas orações serão sempre respondidas

b. Salmos 34.4, "Busquei o SENHOR, e ele me acolheu; livrou-me de todos os meus temores". Muitos são os temores que podemos desenvolver no mundo em que vivemos. Temor da morte, da fome, da miséria, da falta de um teto, da doença, etc. Deus nos livra de "todos" os nossos temores. O pior temor que o homem tem é o temor da morte. Este é o primeiro temor do qual somos libertos quando nos convertemos ao Senhor,

c. Salmos 121:1-83. Em qualquer situação de desconforto, devemos lembrar que o nosso socorro vem do Senhor.


       Ler: 2 Crônicas 7:14-15; Eclesiastes 5:4-5; 
               Mateus 10:32-33; Romanos 10:8-10.

Nenhum comentário:

Postar um comentário